Open main menu
Português:
O 719, em 1982, em S.ta Luzia.
O 585, em 1999, na P.ça Figueira.
O 6, em 2013, na P.ça Comércio.

O carro 719 fez parte da nova série de carros elétricos “standard” equipados com material Metropolitan-Vickers e Maley & Taunton que entrou ao serviço entre 1936 e 1940.

A sua caixa standard contava com dois pares de ventiladores pequenos no tejadilho, caixas de numerário sob a janela central de ambas as frentes, e, no interior, com duas filas de bancos duplos.

Entre 1948 e 1951 o “salva-vidas” grande foi substituído por um pequeno, de três ripas. Nos anos 60 as caixas de numerário foram eliminadas, passando o número da carreira para as bandeiras do tejadilho. Nos anos 80 foi automatizado (i.e., adaptado para uso com tripulante único, em vez de gurda-freio e cobrador).

Circulou até dezembro de 1995, seguindo do Arco do Cego para Santo Amaro em março de 1996. A sua caixa standard, agora dotada de dois pares de ventiladores hemisféricos no tejadilho, foi utilizada na montagem do carro remodelado 585.

Como os restantes carros desta série, o 585 é unidirecional e conta no seu interior com bancos transversais duplos do lado esquerdo e individuais do lado direito. Está equipado o controlador n.º 1994/012982; entrou em fase de testes em junho de 1996 e começou a circular em 26 de julho de 1996. Recebeu equipamento de comunicações rádio ainda em 1996, e em 8 de maio de 1997 foi equipado com pantógrafo, a complementar a vara-trole.

No início do séc.XXI (entre 1999 e 2008) foi convertido para operação turística, sendo renumerado como carro 6. Passou a ostentar libré vermelha e no seu interior voltou a ter duas filas de bancos duplos; até 2016 esteve de novo apetrechado com um salva-vidas grande, mas apenas para fins ornamentais, montado à retaguarda.

(fonte principal: Mário Vieira: Lisboa - Listagem de Eléctricos, 2014)

Subcategories

This category has only the following subcategory.

Media in category "Lisbon tram 585"

This category contains only the following file.